PRESVISÃO DO TEMPO

sábado, 24 de maio de 2014

MTB para Pirangi

Alô, amigos do MTB.

Hoje foi mais uma volta dos 100 Km.
O desenho do percurso foi diferente.
Recebi o convite do amigo Júlio Bananinha e convidei o Zé Augusto para esse longo percurso.
Saímos num bom grupo de 10 pessoas.
Estava com clima ameno para frio e a chuva fina e fria nos acompanhou por todo o pedal.
Como havia chovido no dia e noite anterior, os bancos de areia compactaram-se e isso melhorou muito o piso.
A saída foi pela Fafica em direção aos 3 pulos e Fazenda Experimental. Daí fomos direto para Ariranha onde fizemos apenas uma foto e reabastecemos as caramanholas numa praça.
Até Pirangi foram 60 Km diretos sem intervalos.
Na padaria Belém, em Pirangi, comemos um misto quente gigante.
Bikes e ciclistas em ordem partimos em disparada até Palmares.
Foram apenas 30 min de muita diversão em alta velocidade. Huhuuuuu...
Passamos por Palmares e o grupo se dividiu em dois e os mais velozes dispararam até Catanduva.
Nos encontramos no início do asfalto de Catanduva.
Foi um ótimo pedal que quero repetir mais vezes. Ótimo grupo de MTB. Gostei!
ABS. BRAZ.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Desafio de ciclismo: Catanduva a Rio Preto

Salve amigos do ciclismo,

Dia 12/04, sábado, eu e o parceiro José Augusto marcamos um desafio de ciclismo para São José do Rio Preto. Estava programado cerca de 120 Km ida e volta até a Xororó Bike Center. Nosso amigo Carlão é o mecânico desta loja e a meta era ir até lá para cumprimenta-lo.
Assim é nosso esporte. Cria-se uma meta simples e vamos até ela.
Saímos bem cedo por volta das 6:30h e fomos somente em dois ciclistas. Todos os parceiros estavam compromissados ou não pedalam pela manhã.
Com vento contra de baixa intensidade fizemos a primeira parte a 28 Km/h de média.
O que atrapalhou foram dois furos nos novos pneus Michelin Pro3 que coloquei na bike.
Em Rio Preto o Carlão desmontou o pneu traseiro e verificou que foi somente um furo e o adesivo estava vazando. Conserto feito, voltamos para Catanduva.
Saímos da loja pouco antes das 10h e com vento à favor a média aumentou bastante saltando para 32 Km/h com cansaço e tudo.
Na média geral cravamos 113 Km a 30,0 Km/h.
Chegamos pouco depois do meio-dia e fomos direto para a casa do Murari, que não pode ir, onde nos esperava com muita cerveja gelada. Bom também.
Foi mais uma ótima manhã de pedal pelo asfalto da Rodovia Washington Luiz com verdadeiros amantes do ciclismo como modo de vida saudável.
ABS. BRAZ.

domingo, 6 de abril de 2014

Volta dos 100 Km

Amigos do MTB,

Após quase três anos, voltei a este ótimo circuito.
Saímos às 6:15h do centro da cidade de Catanduva em direção a Elisiário via Carvoeiro.
Fomos Eu, Irineu, Wagner, Zé Augusto, Murari, Leandrão e o Renatinho.
Todos foram excepcionalmente pontuais e o clima de primavera estava perfeito. "Céu de Brigadeiro", Brisa fria constantemente e o sol prá valer. O caminho é muito bem sombreado até Uchoa, mas esta condição favorável desaparece a partir daí.
Fomos direto até a fonte Jorrante em Termas de Ibirá, onde reabastecemos as caramanholas e partimos rumo a Ibirá.
Na subida para o hotel Estância o Irineu e o Zé Augusto travaram uma disputa forte nas subida.
Estava tudo bem até que o aro da roda traseira da bike do Irineu "virou um 8". Sem ter quebrado nenhum raio. A roda não aguentou o Sprint do Irineu na subida e "abriu o bico".
Fim de pedal para nosso amigão do Pedal. Ligou para o Cesinha que veio resgatá-lo na fonte Jorrante.
Pena...
Fomos para Ibirá e fizemos uma ótima foto na Igreja Matriz.
O caminho até Uchoa é perfeito, Muitas árvores sombreiam o percurso, mas o constante aclive dificulta alcançar Uchoa.
Neste trecho houve a segunda avaria. Furou o pneu traseiro da Bike do Renatinho. Troca rápida e um aprendizado gratuito sobre as funcionalidades da bomba de ar, fomos para Uchoa.
Surpresa boa foi ver a sensível melhora no posto de combustíveis onde sempre usamos com base de apoio. A lanchonetizinha transformou-se numa enorme e completa loja de conveniência. Nota 10!
Saímos rumo a Vila Japurá, ou o que restou de pujante localização no passado.
Passamos pela linha férrea da ALL e passamos pela antiga ponte ferroviária sobre o Rio São Domingos.
A mais velha moradora deste vilarejo, D. Maria, sempre nos recebe com água de poço muito gelada.
A foto com a Antiga Estação Ferroviária estava emoldurada pela enorme paineira em flores da primavera. Cartão postal do local.
Daí fomos para Catiguá e fomos direto para o bar do trevo tomar muuuuito líquido. O sol estava castigando.
Bem hidratados fomos para a última parte do pedal e fomos para Catanduva. Fizemos o caminho do Rio Catiguazinho e a Usina Noble.
Após 96 Km sem nenhum incidente sério, chegamos ao meio dia para um merecido almoço.
Pedal espetacular onde todos pedalaram muito bem e venceram o desafio com maestria.


Parabéns a todos.
Irineu, vc nos deve a companhia em outro longo pedal. É só marcar!

ABS. BRAZ.

sábado, 5 de abril de 2014

Riviera de São Lourenço a Juquehy

Saudações, amigos do pedal.

Todas as 66 fotos

Mil desculpas por ter "abandonado" o blog, mas estou motivado e retornando a escrever sobre nosso esporte e modo de vida preferido.
O FaceBook e o WhatsApp desviam nossa atenção pela velocidade de publicação e visusalização.
Mas alguns colegas solicitaram as publicações no blog, pois é mais completa e permanente.


No último fim de semana de março fui convidado pelo amigo Wagner Villas Boas Junior para um FDS na Riviera de São Lourenço. Fomos Eu, Wagner e o Zé Augusto + nossas esposas.
Cada um levou sua Speed, pois a programação era pedalar ao nível do mar todos os dias.
O Zé Augusto estava curtindo férias em Juquehy e só mudou de praia. Cara de sorte!
Pedalamos três manhãs pela Rio-Santos da Riviera de São Lourenço até Juquehy.
O rodovia Rio-Santos estava muito calma fora da temporada e FDS prolongado. Estava muito seguro e com piso muito bom.
A paisagem é incomumente bela com as reservas florestais dos Parques da Juréia, Boracéia, Barra do Una, etc. A serra do mar de um lado e o oceano atlântico do outro criaram uma moldura surreal para quem está habituado a pedalar entre os canaviais paulistas.
O nivel de oxigênio, brisa do mar e a longa planície asfaltada nos proporcionaram um pedal forte e sem sofrimentos.
Pedalamos quase 230 Km com média entre os 29-30 Km/h sem grandes esforços para isso. Prazer puro.
O trecho é plano, pois está paralelo às praias e o único grande desafio é a longa transposição da montanha que antecede a cidade de Juquehy. Mas é uma subida muito boa de se fazer. Cercada de mata atlântica e a Serra do Mar ela é um colírio para os olhos cansados de areião e canaviais.

Fora pedalar todas as manhãs, almoçamos na praia e curtimos quatro dias de muito sol, sem nenhuma chuva e sem nenhum incidente.






Obrigado ao amigo Wagner pela oportunidade de pedalar em ambiente inédito para mim e com a companhia de parceiros de verdade!!!
Obrigado ao Zé Augusto pela boa parceria.
E ao faltoso Marco Murari, não faltará oportunidade para completar a escalera na Rio-Santos.

Até a próxima postagem,
ABS. BRAZ.

domingo, 1 de dezembro de 2013

Caminho da Fé 2013 - a programação

Amigos do Ciclismo,

Pela sétima vez vou postar uma série de postagens sobre o Caminho da Fé, a peregrinação para o Santuário de Nossa Senhora Conceição Aparecida.
Iniciei esta aventura em 2007 duas semanas após o nascimento de minha filha Victoria.
Cada caminho percorrido foi diferente tanto na composição da equipe quanto nas experiências vividas.
Sempre duas coisas em comum a todos os 7 anos consecutivos:
A essência do caminho - a Fé;
Meu fiel escudeiro Pedro da Rocha - o apoio durante todos esses anos.

Desta vez fui acompanhado de dois parceiros de pedal e da vida pessoal, Zé Augusto e Marco Murari.
Claro que sempre escoltado pelo Pedrão no veículo de apoio e segurança.
Escolhemos fazer o caminho mais longo partindo de Sertãozinho, que recentemente foi anexado ao tronco de Cravinhos.
Foram 600 Km de jornada divididas em 7 dias com muito tempo para aproveitar as belezas do caminho. Optamos por acrescentar um dia à programação habitual para aproveitarmos os dias em Campos do Jordão.

Saímos dia 17/10 a noite para dormirmos em Sertãozinho e não atrasar a saída oficial no dia 18 cedo.

A próxima postagem será sobre o primeiro dia de jornada,18 de outubro, Sertãozinho a Santa Rosa de Viterbo.
ABS. BRAZ.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

FERIADO DE FINADOS - Evento SEMPRE BIKE

Saudações Bikers,

Neste último 02/11, Finados, a Sempre Bike convidou os amantes do MTB para um café da manhã no Termas de Ibirá Campestre Club.
"O convite foi aceito por muuuitos atletas.
Como combinado e praticamente sem atrasos, saímos pouco depois da 7h da Bike Shop Sempre Bike. Fomos em direção ao aeroporto e o condomínio Luminar. Na praça do aero outro grande grupo nos aguardava para somarmos mais de 50 bikers.
Saímos pela Faz. Borboleta e seguimos direto para Termas via percurso da Caixa d'água. Paramos várias vezes para reagruparmos e tudo correu muito bem, sem incidentes.
Chegamos em Termas as 09:10h e a turma de Urupês já nos esperava. Com isso o grupo total passou para 62 bikers.
O café da manhã estava servido qdo chegamos e a turma estava
com fome. O serviço do clube não está habituado com este tipo de evento e teve dificuldades para manter a mesa abastecida na velocidade dos devoradores. Mas nada que alguns minutos de espera não resolvesse.
Na volta, como de costume, os grupos separaram-se para imprimir seu ritmo particular.
Os ponteiros chegaram em Catanduva por volta da 11:20h.
Este tipo de evento é sempre muito bem vindo e une os mountain bikers em torno do objetivo comum: QUALIDADE DE VIDA!

PARABÉNS A TODOS OS PARTICIPANTES.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

EDSON CORRADI É CAMPEÃO DA "A LIGA TRIP TRAIL CUP 2013"

Amigos do MTB,

É com satisfação que chegamos ao fim da edição 2013 da "A LIGA TRIP TRAIL CUP", o maior campeonato de MTB amador do interior paulista.
Satisfação por apoiarmos um ciclista especial, EDSON CORRADI, que correspondeu com as expectativas e sagrou-se CAMPEÃO na Categoria ELITE.
Foram 29 pontos de vantagem para o segundo colocado, o Monobloco.

Parabéns, Edson! Que 2014 consolide o bom trabalho apresentado em 2013.
Em nome do Pedala Catanduva, Unimed Catanduva, Açúcar Caravelas e Casa Doce desejamos a você Sucesso, Força e muita Saúde.

CATEGORIA ELITE
  NUMERO NOME Equipe  TOTAL
CAMPEÃO
4
EDSON CORRADI
PEDALACATANDUVA/ UNIMED/ AÇÚCAR CARAVELAS/ CASA DOCE
87
2
8
MOISES LOURENCO (Monobloco)
JC BIKES/ FOCUS
58
3
14
JOSE JURANDIR DE MELO
PREFEITURA SANTA ROSA
48
4
12
JULIANO DA SILVA
SMEL/UNIMED/BOI GORDO
46
5
43
GUILHERME SAAD 
AVULSO 
45
6
1
ADRIANO CORREA GOMCALVE
PREFEITURA SANTA ROSA
38
7
39
GUILHERME ALOISE 
MIX SPORT/ SANTA RITA PASSA QUATRO
32
8
22
WELLINGTON JOSE MENDES
PREFEITURA SANTA ROSA
29
9
7
LAZARO T LARA
MULTIBIKE/SPECIALIZED
28
10
16
WELLINTON MAX
CAJURU BIKERS
23

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

88 Km - Ariranha + Faz Experimental + Vila Roberto

Galera do MTB,
Sábado, dia 28/09, eu e o Zé Augusto fizemos um pedal com as MTB de 88 Km.
Seguindo a idéia de treinar longas distâncias e nos prepararmos melhor para enfrentar o caminho da fé 2013, programamos pedalar até Aparecida do Monte Alto 100 Km ida e volta.
Saímos às 7h da casa do Zé e fomos pela estrada boiadeira de Palmares até a Seringueira. Seguimos para Usina Catanduva, passando ao largo de Pindorama direto para Ariranha.
O vento estava contra desde a saída, mas aumentou muito até chegarmos em Ariranha. Analisei a situação e alteramos a rota, mas mantendo a idéia inicial de pedalarmos +de80Km.
Seguimos pelo caminho normal até Pindorama pelo caminho do Matadouro de  Suinos. Antes de entrarmos na cidade fomos para a Fazenda Experimental. O piso estava ótimo e, com a mudança de rota, com vento a favor. Reabastecemos as caramanholas na famosa e velha torneira do coqueiral e seguimos para Vila Roberto.
Agora o caminho estava com muito mais areia que antes, mas o vento favorável ajudou bastante.  
Na Vila Roberto paramos na padoca e comemos. Voltamos subindo a serrinha e pela granja. No Km 7 paramos no Catanho e encontramos o irmão do Marcelão descansando. Parada rápida para uma “cerveja” (o Zé me mata!) seguimos para Catanduva e chegamos via Condomínio Luminar com muuuuuito vento contra. Encarei o vento de frente e trouxe o Zé Augusto no vácuo. Ele é speedeiro nato!
Pronto e resolvido. Mais um treino longo e direto de 88Km a 20,2 Km/h de média.
Valeu Zé. Já – Já o caminho da fé 2013. Saímos dia 18/10.

sábado, 14 de setembro de 2013

Pedal 83 Km para Santa Adélia.

Salve mountain bikers,

Todas as fotos

Terceiro sábado seguido pedalando longa distância em pleno inverno seco e com muita areia pelo caminho.
Desta vez o percurso selecionado foi Sta Adélia.
Saímos às 6:40h após agruparmos na entrada do Condomínio Luminar.
Eu (Braz), Zé Augusto, Murari, Wagner e Chiquinho
passamos pelo Km 7 e fomos para Vila Roberto Via Igrejinha. O trecho estava em sua maior parte bom, mas sempre há bancos de areia para vencermos.
Após a foto na igrejinha saímos para uma descida longa e com piso favorável com muito pouco areia.
A descida estava ótima, pois o vento forte vem varrendo a areia.
Subimos para Vila Roberto e, após rápida parada na padoca,
seguimos para Sta Adélia passando pela paineirinha. Muita areia nas baixadas e algumas das subidas, mas não estava das piores. Já fiz esta parte do pedal com muito mais areia.
Depois do trevo de Sta Adélia, descemos até a mina d´água da Washington Luiz para enchermos as caramanholas e pegar as subidas da Serrinha de Sta Adélia.
É uma das partes do pedal mais bonitas, com muita mata, capelinha pra Nossa Senhora e a travessia do Rio São Domingos. O Zé Augusto passou rápido e rasteiro pelo areião que o derrubou em 2012.
O areião continua lá e continua o mesmo. Mas o Zé Augusto está muuuuito mais ligado nele! Rsrsrs...
Chegamos em Sta Adélia e fomos direto para a padoca de costume.
Comemos, bebemos e reabastecemos as caramanholas.
Seguimos para Ariranha como combinado e enfrentamos bastante areia. De novo...
A ligação entre Sta Adélia e Ariranha precisa ser melhor memorizada. Ainda bem que o Wagner sabia um caminho...
Passamos por Ariranha direto e voltamos via Pindorama.
Percurso tranquilo, mas cansados e o sol já castigando. Por "sorte"
o Chiquinho bateu numa pe
dra e o pneu furou. Descanso garantido!

Chegamos até a bicicletaria do Pindorama, tomamos muita água gelada e fomos direto para a nova Rotisserie tomar umas Bohemias long neck geladíssimas. Merecemos, vai!
Subimos até a rodovia e chegamos em Catanduva pela ciclovia.
Valeu galera. Mais um longo e treinado pedal de sábado.

Irineu! Faltou vc!!
ABS. BRAZ.